/Rodolfo Landim supera ‘candidato de Bandeira’ e é eleito novo presidente do Flamengo

Rodolfo Landim supera ‘candidato de Bandeira’ e é eleito novo presidente do Flamengo

O Flamengo tem um novo presidente. Depois de seis anos do mandato de Eduardo Bandeira de Mello, Rodolfo Landim superou Ricardo Lomba, Marcelo Vargas e José Carlos Peruano em eleição realizada neste sábado, na sede do clube, na Gávea, Rio de Janeiro e foi escolhido novo mandatário para o próximo triênio.

O candidato de 61 anos, tido como o principal nome da oposição, representou a chapa roxa e recebeu 1.879 votos, contra 1.097 de Ricardo Lomba, segundo colocado e que era quem tinha o apoio de Bandeira de Mello. Enquanto isso, Vargas teve 41 e Peruano apenas 22. Foram registrados ainda 6 votos em branco e 3 pessoas optaram por votar nulo.

Empresário e engenheiro, Landim já foi presidente da BR Distribuidora. Atualmente, está no ramo de petróleo e gás. Sócio do Flamengo desde os dez anos de idade, ele coloca seu avô como grande influenciador da sua paixão pelo clube carioca.

Suas principais propostas ao longo da campanha eram um aperfeiçoamento da gestão, gerindo as receitas de uma forma diferente, uma ideia de gerenciar o Maracanã e também a promessa de baixar o preço dos ingressos, algo que foi bastante criticado pelos torcedores na gestão Bandeira. Ele também garantiu que, se eleito, “recolocaria o Flamengo no caminho das vitórias”.

Rodolfo Landim terá como vice-presidente de futebol Marcos Braz, nome confirmado por ele mesmo durante a eleição deste sábado.

O novo presidente sucede Eduardo Bandeira de Mello, que apesar do sucesso econômico, só conseguiu dois títulos cariocas e uma Copa do Brasil, ainda em 2013, seu primeiro ano. A falta de conquistas foi o principal motivo para que Lomba não conseguisse suceder o mandatário.

O novo presidente, é claro, terá o desafio de dar um título internacional ao Flamengo, além de buscar fazer o clube voltar a ser campeão brasileiro. As poucas conquistas do futebol e o elenco montado pela atual diretoria foram os maiores alvos dos candidatos de oposição, incomodados com a pecha do “cheirinho” imposta ao clube./ESPN

Deixe Sua Mensagem