/Nova Russas: vice prefeito e 6 vereadores poderão deixar base do prefeito

Nova Russas: vice prefeito e 6 vereadores poderão deixar base do prefeito

Faltando aproximadamente um mês para escolha do presidente da Câmara Municipal de Nova Russas, que ocorre no próximo dia 10 de dezembro, os bastidores da política local começam a esquentar.

Em relação a eleição da nova Mesa Diretora  da Casa, que acontece de ano em ano, muitas são as especulações.

No primeiro momento chegou-se a teorizar uma alteração do Regimento Interno da Casa para dar direito a atual presidente Socorrinha Holanda a concorrer  a reeleição. Para isto, haveria a necessidade de alterar a lei. Talvez por conta da exiguidade do tempo, essa proposta foi perdendo força.

A segunda propositura, tata-se da candidatura do vereador Adalberto Filho que tem o apoio da base aliada do prefeito, ou seja, dos sete vereadores que dão sustentação a base governista.

Por outro lado, o grupo de vereadores que hoje apoiam o vice prefeito Junior Mano, formaram esse bloco com o intuito de o candidato sair dos seis vereadores, somando forças para elegerem o presidente da casa. Ocorre que, a situação ao perceber o fortalecimento do grupo, foi buscar dois vereadores do grupo de oposição.

Aqueles aliados de primeira ordem, os chamados  “verdinhos”, ao verem os adversários se apossarem do governo com todas as regalias, inclusive maiores do que os aliados de primeira ordem, aqueles que foram para campo de batalha na eleição, estão sentindo um grande desconforto, pois estão sendo deixados de lado, para dar vez a quem mais os combateu no período eleitoral.

O descontentamento não se trata da candidatura do vereador Adalberto Filho, que também é um aliado de primeiro momento.A forma secundária como os vereadores tem sido tratados é que poderá empurrá-los para a oposição.

Para piorar a situação,  o Secretário de Planejamento Antonio Luís, pai do vice prefeito Junior Mano, teve um desentendimento com o prefeito Rafael Pedrosa. A discussão ocorreu por conta que Antonio Luís teria solicitado atendimento médico a uma pessoa que tem parentesco com familiares dos passageiros que estavam na ambulância, episodio que repercutiu na midia estadual,  esse fato foi mal interpretado pela gestão, achando que Antonio Luís estaria dando apoio a membros de oposição.

Antonio Luís assegura que a gestão é para todos, de situação e oposição, não podendo ter qualquer tipo de distinção e colocou o cargo a disposição do prefeito.

Informações dão conta de que os vereadores terão uma reunião ainda nessa semana para definir um candidato a presidencia da Camara e um possível desembarque do governo, ou seja, o vice, mais seis vereadores e três secretários municipais.

Deixe Sua Mensagem