/Nova Russas: o apagão da semana. Por Reginaldo Silva

Nova Russas: o apagão da semana. Por Reginaldo Silva

O município de Nova Russas teve um apagão na última semana. Fornecimento de energia elétrica cortado em alguns setores da administração. Denuncia na imprensa estadual de que o município estaria com os serviços de Fisioterapia irregular. A empresa que faz a coleta de lixo da cidade já anunciou que não tem interesse em continuar realizando o trabalho. Atletas do Nova Russas Esporte Clube, soltaram nas redes sociais imagens do descaso com a sede onde os jogadores ficaram durante a 3ª Divisão do Campeonato Cearense de Futebol. E por último, mais uma crise interna no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Informações deram conta de que a Companhia Energética do Ceará (Enel) havia interrompido o fornecimento de energia elétrica da Secretaria de Infraestrutura, do Cemitério,  Mercado Público e outros órgãos por falta de pagamento.

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 6ª Região (Crefito-6), também mencionou Nova Russas entre os 18 municípios cearenses que estão funcionando de forma irregular. Dentre as irregularidades; falta de profissionais, piso salarial e condições de trabalho inadequadas.

A P2, empresa responsável pela coleta de lixo na cidade, já comunicou através da imprensa que não tem interesse em continuar prestando os serviços ao município no ano que vem. Recentemente a prefeitura e a empresa foram acionadas na Justiça pelo SEEACONCE (Sindicato de Empregados e Empresas de Asseio e Conservação, Locação e Administração de Imóveis, Comerciais, Condomínios e Empresas Públicas do Estado do Ceará) devido o atraso de salários dos garis.

Os atletas do Nova Russas Esporte Clube já saíram da competição da 3ª Divisão do Campeonato Cearense de Futebol, alguns ainda tem salários a receber, mas não esconderam sua indignação da forma como foram tradados na sede do clube e estamparam as fotos do descaso nas redes sociais.

Por último, foi instalada mais uma crise institucional na administração municipal envolvendo o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). Aliados do governo pedem a cabeça do Superintendente da instituição, pois o mesmo teria mandado cortar o fornecimento do serviço de água de alguns figurões da base aliada do governo. Os nomes ainda não foram revelados oficialmente, mas, o armistício chegou ao fim.

Confesso que, como estudioso da política local, tenho um único receio. Se um capitão da reserva fez o estrago que fez numa eleição federal, imagine um capitão deitado em uma rede.

Deixe Sua Mensagem