/Eleições 2018: o suplente de vice e os vices que vem do Sul

Eleições 2018: o suplente de vice e os vices que vem do Sul

Toda eleição traz suas peculiaridades. A dobradinha do Café com Leite, entre mineiros e paulistas, a indicação de vices vindo da região Nordeste e agora chegou a vez do Sul. Muitos dos presidenciáveis já estão considerando a região Nordeste como reduto petista e foram atrás de uma nova fatia do mercado eleitoral. Uma região que conta com 21,4 milhões de eleitores não pode ser desprezada.

Nas eleições deste ano, nada menos que quatro candidatos a vice são do Rio Grande do Sul: Ana Amélia (PP), de Alckmin; Manuela d’Ávila (PCdoB), de Fernando Haddad, caso a candidatura de Lula seja mesmo impugnada pela Justiça, Germano Rigotto, de Meirelles e Hamilton Mourão, de Bolsonaro.

Essa eleição é tão atípica que chegamos a criar a figura do suplente de vice. Manuela D’Ávila é suplente do vice Hadad, que é vice de Lula. Somente quando Lula for impugnado pela Justiça e Haddad deixar de ser vice para ser o candidato é que Manuela deixa a condição de suplente de vice, para realmente assumir a vice.

Perdoe-me o pronome oblíquo no início da frase, mas, ” se o Brasil não existisse, ele tinha que ser inventado.”

 

 

 

 

Deixe Sua Mensagem