O profissional da área de marketing pode auxiliar os demais profissionais na antecipação, identificação e resolução de possíveis problemas, características fundamentais da proatividade. Ser proativo é não colocar a culpa no que deu errado; sejam pessoas, situações e circunstâncias. É ter a consciência que o seu comportamento é produto de suas próprias escolhas.

O filme italiano vencedor do Oscar  “La vita è bella”( A Vida é Bela), produzido e protagonizado por Roberto Benigni nos dá grandes exemplos de proatividade.

Guido, o personagem de Benigni, mesmo estando em um campo de concentração nazista, se esforça para fazer seu filho, o pequeno Giosué,  entender que participam de um jogo, no qual devem estar extremamente comprometidos para vencê-lo.

Em outro momento, Guido trava um diálogo com Bartolomeo, ao observarem o entra e sai de caminhões levando os prisioneiros para serem incinerados, mesmo  sem entender o que estava acontecendo, Guido sentenciou: “a guerra acabou Bartolomeu, vamos arrumar as coisas e ir embora, nos vemos lá fora e podemos ser sócios e colocar uma fábrica de bigornas.”

As pessoas proativas carregam o tempo dentro de si. Faça chuva ou faça sol, não interessa, elas avançam graças a seus valores.

Enquanto as pessoas reativas constroem sua vida emocional em torno do comportamento dos outros, permitindo que a fraqueza alheia as controle. Os proativos também são influenciados pelos estímulos externos, sejam eles, sociais, físicos ou psicológicos, no entanto, seus estímulos respondem a princípios inabaláveis que mesmo que o mundo ao seu redor esteja ruindo, eles permanecem firmes como uma rocha.

Eleanor Rossvelt nos ensinou que: ” ninguém pode feri-lo sem  seu consentimento. Já Gandhi no meio de uma luta que parecia perdida, onde lutar sem armas era sua maior arma, certa vez disse: ” eles não conseguem tirar nosso respeito próprio se não o entregarmos a eles.”

Somos o que somos hoje, por conta de nossas escolhas que fizemos ontem.

O personagem de Guido, Eleanor e Gandhi, nos ensinam que não é o que acontece que nos magoa, mas a resposta que damos ao episódio.

Ser proativo, é não insistir com o que deu errado, é buscar novos caminhos, é redirecionar o foco e se manter firme em seus princípios, mesmo que o mundo ao seu redor esteja desabando.

Ninguém melhor que Jean Paul Sarte para encerrar essa Dica de Marketing sobre proatividade. “importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós.

Se você gostou da nossa Dica de Marketing de hoje, curte, compartilha, ou deixa um comentário no Facebook, ou manda para um amigo que você acredita que pode ajudá-lo de alguma forma. Valeu galera, um grande abraço e até a nossa próxima Dica de Marketing.

 Sobre o Autor

Reginaldo Silva- professor, historiador, radialista e consultor de marketing

reginaldosilvapmn@hotmail.com

Facebook: Reginaldo Silva

Deixe Sua Mensagem