/Caso Daniel: após ouvir testemunha, delegado descarta tese de estupro

Caso Daniel: após ouvir testemunha, delegado descarta tese de estupro

O delegado Amadeu Trevisan após ouvir testemunhas descartou a possibilidade de o jogador Daniel Corrêa tentar estuprar a comerciante Cristiana Brittes. A tese de estupro foi apontada pela defesa dos Brittes como motivo do assassinato do atleta.

Edison Brittes, conhecido como Juninho, disse que assassinou Daniel depois que o jogador tentando estuprar sua esposa. A versão foi corroborada por Cristiana e pela filha do casal, Allana.

Uma das testemunhas que estava na casa disse que em nenhum momento ouviu gritos de pedido de socorro.Muito menos ruídos de arrobamento de porta por parte de Juninho. O delegado conclui que por a casa ser pequena era perfeitamente possível alguém perceber alguma anormalidade.

O delegado acredita que Daniel apenas deitou ao lado da mulher para tirar as fotos que enviou a um amigo pelo WhatsApp.

A família Brittes permanece presa. O depoimento de outros três suspeitos está marcado para quinta-feira (08/11).

Deixe Sua Mensagem